0
0
0
s2sdefault

Por Gabriel Suares

Na noite do dia 05 de Novembro, na Jeunesse Arena o cantor norte- americano Jack Johnson de 42 anos esteve no Rio de Janeiro para trazer a turnê de seu novo álbum “All the Light Above It Too”, lançado nas plataformas digitais em Setembro.

Desde 2013 sem lançar álbum, o cantor produziu o mais recente disco para os amantes do surf music com canções inéditas, como “Subplots” e “You Can´t Control It”. As novidades possibilitaram aos espectadores a oportunidade de ouvir hits dos streamings atuais, é o que afirma Andreia Andrade de 45 anos: “eu adorei o show e a forma de como eles trataram o cenário, porém, ele cantou muitas músicas novas e que de fato não agradaram alguns fãs”, disse a hoteleira à reportagem do Jornal Da Barra. Mas os sucessos de seus 16 anos de carreira não passaram em vão e fizeram com que o público interagisse junto com a banda.

O tecladista Zach Gill, foi ovacionado ao utilizar um instrumento da cultura nordestina – a sanfona- em uma de suas músicas, demonstrando assim, uma personalidade entre os estilos musicais. É o que afirma Juiara Miranda de 47 anos: “achei interessantíssimo à ideia dele de introduzir um instrumento natural brasileiro em suas músicas havaianas, alegrando ainda mais o público e possibilitando a ideia da diversificação cultural”.

Jack Johnson além de cantor é conhecido também como um dos principais ativistas ambientais do meio artístico mundial. Com isso, ele criou em 2008 uma ONG (“All at Once”) que permite a conexão entre indivíduos e organizações sem fins lucrativos para promover sistemas alimentares locais sustentáveis e iniciativas livres de plástico. No local do show, foram feitas algumas promoções para que o espectador pudesse colaborar com a ação e ter a chance de conhecer o astro da musica havaiana.