0
0
0
s2smodern

Por: Gabriel Suares

Visando mudanças nas polícias após a Intervenção Federal promulgada pelo Presidente, Michel Temer, 86 delegacias tiveram troca-troca de comandantes. Uma delas foi a 16ª DP, lotada na Barra da Tijuca. Em cerimônia ocorrida na última quinta (22/03), o antigo comandante, delegado Marcus Neves, passou o bastão para a nova titular, a delegada Adriana Belem, que será a primeira mulher a chefiar a DP da Barra.

O evento contou com a presença de familiares de Adriana e algumas autoridades da região, como a delegada Marcia Julião, antiga titular da 42ª DP (Recreio) e agora comandante da 41ª DP (Tanque): “acho que a comunidade da Barra ganha com a chegada de Adriana, uma das participantes de um grupo seleto de autoridades policiais que faz muito bem seu trabalho além, de ter amplo conhecimento sobre a região”.

Eduardo Freitas, que assumiu o posto de Julião, conta que essa parceria entre as delegacias da Barra e do Recreio será essencial para supervisionar e salientar sobre as notícias tendenciosas, as chamadas “Fake News”: “antes de propagar essas mensagens nos aplicativos de redes sociais, é recomendável que os cidadãos procurem nas assessorias de imprensas dos veículos e no site oficial da polícia a veracidade destas notícias, justamente para poder confirmar e assim divulga-las”.

Na corporação há mais de 10 anos, Adriana afirma que dará sequência no legado deixado por Marcus Neves (que assumirá da 25ª DP, no Engenho Novo), visando diminuir os índices de assaltos e promovendo junto da PM controle o ostensivo da localidade: “nosso objetivo, de princípio, é abaixar os casos de roubos contra transeuntes e automóveis, praticar a investigação de formações de quadrilhas, além de promover totais assistências aos moradores da Barra e adjacentes”.

O Administrador Regional Marco Almeida entende que a chegada de Adriana não muda a ligação entre o poder público e as polícias: “o Marcus é um delegado que a própria história já mostra os brios que ele tem. Alguns podem gostar e outras não a vinda da Adriana, mas a partir do momento que temos um profissional do nome dela, que já trabalhou na 42ª DP e no Tanque, o nível vai continuar”.