Entidade máxima do futebol era presidida por Ricardo Teixeira, alvo de denúncias na época. No período em que era diretor esportivo da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), em 2011, o candidato ao governo do Estado, Wilson Witzel, em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), presidida na época pelo polêmico Ricardo Teixeira, organizou um torneio de futebol interno para juízes federais na própria Granja Comary, local oficial da seleção brasileira, na região serrana do estado.

A CBF cedeu toda a parte de hospedagem e material esportivo para a realização da competição, em troca de parceira em um projeto social da entidade máxima do esporte que é paixão nacional. O fato, segundo reportagem publicada pelo Lance! na época, causou estranhamento em fórum de juízes na internet. Um magistrado questionou o fato de vincular a imagem da Ajufe com a CBF, pelo fato do procurador da República, na época, ter remetido um ofício à Superitendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, para abrir inquérito contra Teixeira, sobre suposta remissão ilegal de dinheiro para a Suíça.