Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

O hotel cinco estrelas Windsor, que fica a apenas 500 metros da casa do presidente eleito Jair Bolsonaro, vêm sediando importantes reuniões desde o primeiro turno das eleições até o atual momento, de montagem de equipe para o próximo governo. Além disso, o empreendimento também abriga aliados do político do PSL.

Segundo a reportagem do jornal O Globo, escrita pela jornalista Jussara Soares, o presidente da Câmara doa Deputados, Rodrigo Maia (DEM), além do novo ministro da justiça, o juiz Sergio Moro, foram alguns dos personagens que passaram pelo hotel. Ainda segundo a reportagem, Moro contou, inclusive, com a ajuda de seguranças do Windsor para usar uma saída alternativa e ‘driblar’ os jornalistas.

Já o senador Magno Malta (PR), aliado do novo presidente e que se auto anunciou ministro, praticamente se mudou para o hotel. Assim como o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM), futuro chefe da Casa Civil, que usou as acomodações do cinco estrelas até a véspera do segundo turno. Mesmo caso do general Augusto Heleno, futuro ministro da defesa.

O Windsor também virou lar para muitos apoiadores de Bolsonaro e um dos auditórios foi usado para entrevistas coletivas de representantes do PSL e do próprio capitão da reserva.