JORNAL DA BARRA - redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

O Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) decidiu nesta segunda-feira (18), que quem praticar violência contra mulheres será impedido de ser advogado. A informação foi publicada nesta terça-feira (19) pelo colunista Ancelmo Gois, do Jornal O Globo.

Ainda segundo o colunista, a decisão está diretamente ligada ao caso de Elaine Caparroz, paisagista moradora da Barra da Tijuca que foi espancada pelo estudante de direito Vinícius Batista Serra, que foi preso em flagrante no dia 17 de fevereiro. Na ocasião, o criminoso agrediu a mulher durante quatro horas no apartamento da vítima. O caso chocou o país.

Durante uma reunião do 31º CCS (Conselho Comunitário da Barra), ainda no dia 19 de fevereiro, o presidente da OAB Barra, Marcos Antonio Silva Soares, já adiantou que medidas seriam tomadas para que o estudante e estagiário de direito nunca exercesse qualquer papel na área. Ele ainda afirmou que a OAB tinha o dever de zelar por uma sociedade mais justa e segura.