0
0
0
s2smodern

Por Guilherme Cosenza

Morando no bairro há 39 anos, com 25 deles dedicados a Câmara Comunitária da Barra da Tijuca, o presidente da instituição, Delair Dumbrosck é uma das figuras mais atuantes da comunidade local. Trabalhando sempre em parceria com o Jornal da Barra, Delair relembra seus primeiros contatos com o impresso: “conheci quando o Saldanha Marinho estava à frente dele e desde então sempre foi o veículo de maior credibilidade do nosso bairro”.

O presidente da CCBT ainda destacou os motivos que fizeram o Jornal da Barra ser um veículo forte e contínuo: “durante todo esse período, vi surgir um monte de jornal e revista, mas eles permaneciam por um tempo e depois todos eles acabavam. O grande problema desses veículos era que muitos lotavam de publicidade, outros só colocavam notícias desinteressantes e isso fazia com que eles acabassem sem credibilidade”. O presidente da CCBT também salienta a razão de que mesmo sendo um órgão consolidado dentro do bairro, a Câmara não pensa em ter um veículo midiático próprio e prefere poder confiar em veículos consolidados da região: “vejo que muitas associações representativas possuem seus jornais ou revistas próprias, não penso dessa maneira, acredito que nós devamos fornecer esse material para os veículos para que eles possam noticiar as matérias da região, pois eles podem abranger um espaço muito maior do que apenas veículos fechados das associações”.

A nova jornada

Delair relembra a conversa que teve com o proprietário do jornal, Cláudio Magnavita ao ser questionado por ele se deveria ou não comprar o veículo: “quando ele me perguntou, falei que seria ótimo. O Cláudio possui muita qualidade em seus trabalhos e poderá dar uma guinada no jornal”. A transformação para edições semanais, também agradou o presidente da CCBT: “isso é fundamental. A notícia fica nova, acho isso ótimo, as coisas acontecem e o assunto chega de maneira mais fresca para as pessoas, é por isso que as portas da CCBT estarão sempre abertas para o Jornal da Barra”.

JPG Genérico 728x90

Comunidade

Barralerta tem novo presidente

por Guilherme Cosenza


O Barralerta é uma das mais importantes associações da Barra. Hoje, ela passa por uma renovação. Após o falecimento do então presidente Kléber Machado, o seu vice, Mauro Guimarães é quem assume as rédeas e o posto à frente da associação. Morador do Condomínio Mandala, Mauro é Comandante de Mar e Guerra da Marinha (Reserva) e há mais de 20 anos, faz parte dos membros e trabalhos do Barralerta.

“Seria um tolo em achar que substituiria o Kleber, como ele, existem poucos. Esse é um desafio grande, mas eu tenho todos requisitos para dar continuidade ao trabalho. Sempre trabalhei lado a lado com o Kleber e sempre fomos muito ligados, tanto nas ações como em pensamentos, por isso, o trabalho e as diretrizes do Barralerta, continuaram do mesmo jeito”, explica Mauro. O novo presidente demonstra conhecer a importância da associação ao afirmar que muitos trabalhos do bairro dependem da participação efetiva do Barralerta para poder acontecer: “a credibilidade que foi criada com o trabalho do Kleber em parcerias com as demais associações e órgãos públicos, fez com que hoje muitas das ações em prol do nosso bairro precise do apoio do Barralerta, essa credibilidade acabou centralizando as coisas aqui, por conta disso, não podemos parar. Por conta disso, eu repito o que venho dizendo: ‘faremos o máximo para o Barralerta nunca parar’”.

Mauro também comenta que não foi uma figura muito vista nos eventos e reuniões do bairro nos últimos anos por acreditar e querer que o Barralerta fosse de fato vinculada à imagem do presidente Kleber: “eu sempre achei que era importante que ele como o presidente, tivesse sua imagem mais vinculada, porém isso não atrapalhou em nada para que eu ficasse por dentro de tudo o que acontecia. Eu e ele nos encontrávamos pelo menos quatro vezes por semana para discutir e conversar sobre as coisas da associação e do bairro, com isso, sempre estive por dentro de tudo que acontecia”. Por conta disso, segundo o presidente, o trabalho de continuidade do Barralerta promete ser mantido: “não vou substituir o Kleber e sim exercer a presidência do Barralerta. Vamos adiante, pode estar certo disso, e seguiremos o mesmo rumo que o Kleber seguia, pois era o rumo mais correto possível, continuaremos a fazer o trabalho em prol da Barra e de seus moradores”.