JORNAL DA BARRA - (21) 3828-0281

0
0
0
s2smodern

por Guilherme Cosenza

O convite para que o Coronel aposentado da PM, Carlos Magno assumisse o cargo de Superintendente Regional da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Vargens, veio do próprio prefeito da cidade, Marcelo Crivella. Com 30 anos de experiência dentro da vida pública, morando há 12 deles na região do Recreio, Magno foi um dos grandes representantes da corporação militar na preparação do caderno de encargos da candidatura da cidade como sede das Olímpiadas de 2016. Também atuou na implantação dos programas da UPP, assumiu os cargos de assessor-chefe da Assessoria de Planejamento, Orçamento e Modernização do Estado-Maior e de subsecretário de Planejamento e Modernização da prefeitura de Niterói. A pedido do JORNAL DA BARRA, o novo superintendente acho um espaço em sua agenda para conversar com a nossa equipe, acompanhe:

Jornal da Barra: Você já teve experiência com a política? Como foi aceitar o convite para assumir o cargo de superintendente?

Carlos Magno: Não vejo como um servidor com mais de 30 anos de vida pública não ter experiência política. Apenas não sou político ou candidato a tal. Sou um Policial que está Superintendente Regional. Aceitar o cargo na Superintendência foi mais uma missão e um grande desafio. Um orgulho extraordinário por ter sido nomeado pelo no Prefeito sem qualquer indicação política. Estou muito feliz e aprendendo bastante.

Jornal da Barra: Qual a sua área de atuação e as suas responsabilidades?

Carlos Magno: Cuidamos da área da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e das Vargens. Sou responsável em fazer as políticas públicas do prefeito, Marcelo Crivella, chegar em cada cidadão, integrando os órgãos e com isso atendendo as demandas da sociedade da nossa região.

Jornal da Barra: Por você ser um oficial da PM, acredita que saberá lidar melhor com as questões de segurança na Barra? Como a Superintendência esta trabalhando nesse sentido?

Carlos Magno: São atividades complementares, a experiência trouxe principalmente a certeza que não se faz segurança somente com Polícia. Estamos atuando na segurança primária, combatendo a desordem urbana e conduzindo serviços públicos essenciais para melhorar a segurança, como limpeza, podas e melhor iluminação.

Jornal da Barra: Quais são as dificuldades de se trabalhar com o Estado em crise como está atualmente?

Carlos Magno: O desemprego em alta conta empurra as pessoas para a informalidade e até a ilegalidade, precisamos que todos ajudem, novos e antigos empreendedores ofereçam mais emprego. A crise financeira é nacional.

Jornal da Barra: Quais são as grandes reclamações da Barra da Tijuca? Existe alguma maneira da população ajudar a Superintendência?

Carlos Magno: Não há grandes reclamações. Cada um entende a sua demanda como única ou como a prioridade, vamos fazer o possível para filtrar emoções. Com certeza a população pode ajudar, não há poder público sem participação. A população são nossos olhos e ouvidos, precisamos de todas as informações e um trabalho diário de reeducação.

Jornal da Barra: Como alguém que necessite de alguma ajuda da superintendência deve agir?

Carlos Magno: Pode nos procurar diretamente na nossa sede na  Av. Ayrton Senna 2001 ou buscar suas associações de moradores, condomínio ou qualquer outra liderança de sua região, nossas portas sempre estarão abertas a ouvir as demandas dos moradores. 

Jornal da Barra: Como é a comunicação de vocês com as demais Superintendências próximas a Barra?

Carlos Magno: É excelente, trabalhamos com total parceria e integração com as outras superintendências da cidade. 

Jornal da Barra: O que o morador da Barra pode esperar da sua administração?  

Carlos Magno: Não só da Barra, mas de toda nossa região, terá minha dedicação total a causa pública e as demandas da sociedade. Todos podem trazer diretamente seus anseios 

Jornal da Barra: Na sua visão, defina a Barra da Tijuca.

Carlos Magno: A Barra é o Bairro que vai mudar a cara da Cidade. É o bairro com a maior capacidade de impulsionar a economia da cidade, com grandes empreendedores, empresas e segurança.