0
0
0
s2smodern

Se você é amante da natureza, gosta de cavalos e não dispensa um toque de aventura, saiba que durante três semanas pode aproveitar  o clima do campo, renovar as energias com a natureza e ainda aprender a montar. 

Rodeado pelas florestas e montanhas do Parque Estadual da Pedra Branca e pela fauna e flora da Mata Atlântica, a colônia de férias da Escola de Equitação Haras Pégasus, localizada em Vargem Grande, é uma ótima opção de lazer, esporte,  além de proporcionar à garotada experiências que não fazem parte da rotina urbana. Durante a colônia rural, a criançada aproveita o clima do campo, renova as energias com a natureza e ainda aprende a montar a cavalo.

Avaliada como uma atividade completa, que trata corpo, mente e espírito, praticar hipismo garante muitos benefícios. Alejandra Fernandez, que é diretora técnica responsável da Escola Pégasus, explica: "Os movimentos trabalham toda a musculatura do corpo, auxilia na postura e desenvolve o equilíbrio. Dominar um animal tão grande e forte dá autoconfiança, ajudando a superar os desafios da vida e aumentar a autoestima. Se forem feitas regularmente, as aulas ajudam a diminuir a ansiedade e até melhorar quadros de depressão, sem falar nas pessoas com hiperatividade que têm a possibilidade de descarregar toda sua energia extra".

A colônia começa na próxima terça-feira, dia 9, e vai até dia 26 (sexta-feira), sempre das 9h às 17h. Mais informações no telefone (21) 96488-5131

JPG Genérico 728x90

Comunidade

Barralerta tem novo presidente

por Guilherme Cosenza


O Barralerta é uma das mais importantes associações da Barra. Hoje, ela passa por uma renovação. Após o falecimento do então presidente Kléber Machado, o seu vice, Mauro Guimarães é quem assume as rédeas e o posto à frente da associação. Morador do Condomínio Mandala, Mauro é Comandante de Mar e Guerra da Marinha (Reserva) e há mais de 20 anos, faz parte dos membros e trabalhos do Barralerta.

“Seria um tolo em achar que substituiria o Kleber, como ele, existem poucos. Esse é um desafio grande, mas eu tenho todos requisitos para dar continuidade ao trabalho. Sempre trabalhei lado a lado com o Kleber e sempre fomos muito ligados, tanto nas ações como em pensamentos, por isso, o trabalho e as diretrizes do Barralerta, continuaram do mesmo jeito”, explica Mauro. O novo presidente demonstra conhecer a importância da associação ao afirmar que muitos trabalhos do bairro dependem da participação efetiva do Barralerta para poder acontecer: “a credibilidade que foi criada com o trabalho do Kleber em parcerias com as demais associações e órgãos públicos, fez com que hoje muitas das ações em prol do nosso bairro precise do apoio do Barralerta, essa credibilidade acabou centralizando as coisas aqui, por conta disso, não podemos parar. Por conta disso, eu repito o que venho dizendo: ‘faremos o máximo para o Barralerta nunca parar’”.

Mauro também comenta que não foi uma figura muito vista nos eventos e reuniões do bairro nos últimos anos por acreditar e querer que o Barralerta fosse de fato vinculada à imagem do presidente Kleber: “eu sempre achei que era importante que ele como o presidente, tivesse sua imagem mais vinculada, porém isso não atrapalhou em nada para que eu ficasse por dentro de tudo o que acontecia. Eu e ele nos encontrávamos pelo menos quatro vezes por semana para discutir e conversar sobre as coisas da associação e do bairro, com isso, sempre estive por dentro de tudo que acontecia”. Por conta disso, segundo o presidente, o trabalho de continuidade do Barralerta promete ser mantido: “não vou substituir o Kleber e sim exercer a presidência do Barralerta. Vamos adiante, pode estar certo disso, e seguiremos o mesmo rumo que o Kleber seguia, pois era o rumo mais correto possível, continuaremos a fazer o trabalho em prol da Barra e de seus moradores”.