0
0
0
s2smodern

O prefeito Marcelo Crivella sancionou a lei que punirá vândalos responsáveis pela depredação das estações de BRT. Quem for enquadrado terá de pagar, além da multa de R$ 5 mil, o valor do conserto do que foi destruído. Infratores terão dez dias úteis para fazer o pagamento e, caso sejam reincidentes, o valor base a ser pago sobe para R$ 7,5 mil.

 

Foto: Blog do Planalto

 

Em nota, o BRT informou que atualmente são gastos R$ 1,4 milhão a cada 30 dias para realizar reparos nos corredores e mesmo assim o valor não cobre todos os prejuízos. Para isso, seriam necessários R$ 6,4 milhões mensais. Furtos também entram na conta, que incluem roubo de assentos, retrovisores e até de borrachas das portas.

A lei sofreu alguns vetos e por isso voltará à Câmara Municipal para ser reavaliada. Novos artigos vinculados à proposta podem ser derrubados, mantidos ou alterados.