Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

O projeto de lei que cria e delimita a área para prática de esportes náuticos em parte da Lagoa da Tijuca, na Barra da Tijuca, foi aprovado em sessão realizada nesta quinta-feira (9). A lei, de autoria do vereador Marcello Siciliano (PHS), passará a valer assim que for publicada no Diário Oficial do Município.

A nova determinação tem objetivo de evitar casos como a da atleta Kézia Rodrigues de Carvalho, de 34 anos, que foi atingida por um jet-ski no Canal de Marapendi, em março deste ano, e acabou sofrendo um traumatismo craniano.

No documento está especificado que a área reservada será demarcada em conformidade com as determinações da Capitania dos Portos ou do Grupamento Marítimo de Salvamento do Corpo de Bombeiros (GMAR), sendo delimitada pela Ponte Velha, que serve de acesso da Avenida Ministro Ivan Lins à Estrada da Barra da Tijuca, até o ponto de passagem da Ponte da Joatinga, sobre a Lagoa. Ainda de acordo com o texto do projeto, o espaço será de livre acesso, diariamente, no horário compreendido entre 10h e 17h.

 Para o vereador, o Rio de Janeiro é uma cidade ideal para a pratica esportiva, desde que haja delimitações de espaço: “o município do Rio de Janeiro tem em sua orla todas as condições para a prática das mais diversas modalidades esportivas, desde que haja espaços apropriados para que sejam desenvolvidas com segurança tanto para os praticantes quanto para o público que frequenta o lugar”, destaca Siciliano.