Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

A Câmara dos Vereadores do Rio vota hoje, em primeira discussão, o projeto de lei complementar que estabelece regras para o transporte de passageiros por aplicativos no município. Entre os pontos discutido está o teto máximo de 9 mil carros por empresa.

O projeto de lei que chegou a esse número de carros foi feito em cima do calculo de um veículo para cada setecentos e cinquenta habitantes, o que limitaria atualmente a 8.427 veículos.

A medida resulta em uma perda significativa, uma vez que apenas a Uber afirma ter cerca de 100 mil motoristas ativos na plataforma. Outro ponto que traz malefícios a quem trabalha com o transporte de aplicativo é em relação as maneiras de embarque e desembarque.

A proposta também proíbe que passageiros em locais de shows e eventos possam pegar e descer dos carros,  além de prever a cobrança de duas taxas: uma, mensal, de R$ 148,23, a fim de financiar a fiscalização pelos agentes públicos, e uma fixa, de 5% por quilômetro rodado.