Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

A esteticista Danielle Cândido Cardoso, também conhecida como Dani Bumbum, foi solta nesta quinta-feira (15). Presa desde o dia 17 de outubro, quando se apresentou na 31ª DP (Ricardo de Albuquerque) após ter a prisão temporária decretada pela Justiça, Dani Bumbum conseguiu a revogação da prisão temporária na última sexta-feira. Já o alvará de soltura foi despachado nesta quarta-feira, no Tribunal de Justiça do Rio. Ela é acusada de ser responsável por fazer um preenchimento que levou a morte da microempresária Fernanda do Carmo de Assis, de 29 anos.

A afirmação na decisão é que "a prisão cautelar deve estar embasada em elementos que demonstrem a sua efetiva necessidade". Além disso, o texto destaca que o delito não foi cometido com violência ou grave ameaça à pessoa e que a acusada possui endereço certo, além de ter se apresentado espontaneamente na delegacia. É citado ainda que Dani Bumbum tem uma filha de 10 anos de idade, o que traz a possibilidade da prisão domiciliar.

Apesar da soltura, foi determinado que Dani Bumbum cumpra medidas cautelares: o comparecimento mensal ao juízo até o dia 10 de cada mês, comparecimento a todos os atos do processo para os quais seja intimada, não mudar de endereço sem comunicar e nem manter contato com testemunhas relacionados ao fato. No último dia 26 de outubro, a 1ª Vara Criminal do Rio chegou a negar um pedido de liberdade provisória feito pela defesa de Danielle.