Tamara Borges comanda a empresa de suplementos alimentares Pulse Nutrition e se destaca em ramo majoritariamente masculino

Conciliar maternidade e carreira no Brasil já não é uma tarefa fácil, imagine dividir a rotina tocando o próprio negócio? E se o segmento desse negócio for liderado por homens? A administradora de empresas Tamara Borges aproveitou a vasta bagagem que adquiriu no ambiente corporativo com a vontade de tocar o próprio negócio desde criança e fundou sua própria distribuidora de suplementos alimentares. Coincidindo com o nascimento da filha Clara, surge em 2013 a Pulse Nutrition: uma consultoria em nutrição e suplementação como uma alternativa ao varejo tradicional.

Os suplementos alimentares são compostos que oferecem complementação nutricional na dieta, como vitaminas, fibras e minerais. Com acompanhamento adequado, ajudam a prevenir doenças a longo prazo que podem surgir em decorrência da deficiência desses nutrientes através da ingestão natural de alimentos. O presidente da Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri) Marcelo Bella destaca que hoje no Brasil cerca de 2,5 milhões de pessoas consomem suplementos alimentares. Dentre eles, a maior tendência de mercado são produtos voltados para a saúde cardíaca (https://www.abenutri.org/wp-content/uploads/2018/12/coletiva-pam2015.pdf).

Tamara revela que apesar do empreendedorismo materno estar em expansão, o segmento de suplementação ainda é majoritariamente masculino: “Quando iniciei minha jornada com a Pulse, muitas vezes eu era a única mulher nas reuniões de negócios. Hoje já percebo a presença de mulheres atuando na área, ainda que em uma parcela mínima, porém esse fato não me abala tanto. O que me deu forças foi a segurança na minha capacitação, me destacando por uma formação sólida e a busca constante por capacitação, mesmo quando ainda atuava em ambiente corporativo”, conta.

Segundo o relatório especial de empreendedorismo feminino no Brasil divulgado pelo Sebrae, até 2018 as mulheres correspondiam a 34% da parcela da população que empreende no Brasil (https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/GO/Sebrae%20de%20A%20a%20Z/Empreendedorismo%20Feminino%20no%20Brasil%202019_v5.pdf). De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), realizada pelo IBGE e divulgada no relatório, cerca de 9,3 milhões de mulheres são donas do próprio negócio no país.

A empreendedora de 35 anos percebeu o mercado ainda em estágio embrionário há cerca de sete anos e apostou na postura pró ativa ao alcançar clientes com pouco conhecimento sobre os benefícios do produto: “O objetivo da Pulse é atender as demandas do público que se preocupa com a saúde e o bem estar. Além da suplementação e nutrição esportiva funcional, entregamos soluções de saúde e performance, nos antecipando às necessidades de cada cliente. Ainda falta informação sobre suplementos alimentares, que muitas vezes são uma solução antes da introdução medicamentosa”, acrescenta. Aliado ao e-commerce e ao delivery dos produtos, a Pulse Nutrition oferece consultoria de solução com uma equipe de nutricionistas participando ativamente de eventos sobre saúde e suplementação.

Tamara implementou na plataforma virtual o Clube de Assinatura, no qual o cliente que faz uso contínuo de suplementos assina um pacote garantindo o recebimento dos produtos automaticamente, por um prazo mínimo de três meses. Dessa forma, a empreendedora aposta na comodidade, economia e na regularidade do tratamento: “Elaborei o Clube de Assinatura pensando na minha própria necessidade. Eu utilizo produtos de uso contínuo e me pouparia a preocupação de percorrer toda a trajetória de compra caso eu tivesse acesso a um programa como esse”, ressalta.

Para a abertura da loja física, localizada em Ipanema, foi destinado um investimento inicial de cerca de R$ 400 mil, porém há um investimento contínuo em processos, serviços e atualizações da plataforma. No comando do seu próprio negócio, a empreendedora percebeu que a situação da pandemia do novo coronavírus poderia afetar principalmente as mulheres: “Além do isolamento social, são elas que geralmente abrem mão dos empregos formais para cuidar da casa e dos filhos, enquanto a maioria dos homens permanecem no mercado”, acrescenta. Com isso, foi elaborado o programa Revenda Pulse 2020, com objetivo de atender pessoalmente o consumidor final através de vendas por catálogo. Tamara explica que será realizada uma triagem para entender o perfil das candidatas e oferecido treinamento técnico sobre os princípios básicos da suplementação associado à técnicas de venda: “Quero oferecer a oportunidade para as mulheres que querem flexibilidade, autonomia e ainda assim garantir uma renda extra. Será dado todo o suporte técnico sobre os produtos e faremos treinamentos de vendas sobre abordagem e relacionamento com o cliente”, comenta.