Mônica Moerbeck era membro efetivo da atual gestão do Conselho Comunitário

A Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes perderam uma de suas principais representantes comunitária. Mônica Moerbeck fez parte do corpo fundador do 31º Conselho Comunitário de Segurança (31º CCS) e onde se mantinha membro efetivo da atual gestão. Mônica foi mais uma vítima da covid-19.

Em sua página nas redes sociais, o 31º CCS divulgou uma nota de pesar pela morte Mônica, com diversos comentários carinhosos e gentis sobre ela, como do deputado estadual Carlo Caiado (DEM) e do coronel Sergio Schalioni, que comandou o 31º BPM entre 2014 e 2017. O ex superintendente Azaury Alencastro fez questão de deixar um recado em sua página pessoal no Facebook: "Estou sem chão com a notícia da morte de minha amiga, irmã que a vida me deu. Uma pessoa realmente amiga (e como brigávamos!), alegre, encrenqueira, lutadora, grande mãe, esposa e filha. Nem sei mais o que falar porque penso nos muitos momentos bons que tivemos juntos e vem uma dor monstruosa em meu coração. Foi mais uma vítima desse maldito coronavírus. Tenho certeza que ela vai tocar um rebu aonde quer que esteja e vai te proteger muito".

Compartilhe

Mais Lidos