Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

A Prefeitura do Rio permanece com ações na região da Muzema. Após o Corpo de Bombeiros anunciar o fim das buscas por vítimas no local, a Defesa Civil atua com equipes técnicas na região para fazer as inspeções prediais e orientar as demolições necessárias. O trabalho de demolição será conduzido pela Coordenadoria de Operações Especiais (COE) da Serconserva, que elabora um cronograma de ações.

Um dos órgãos municipais presentes, a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), trabalha com quatro agentes no local. Os técnicos avaliam a área do desabamento para auxiliar nos preparativos para as demolições programadas. Outra tarefa é a de orientar e acompanhar moradores que necessitem recolher documentos e pertences que ainda se encontram nas oito unidades interditadas emergencialmente.

Desde o início do incidente, a Defesa Civil manteve esquema especial de atendimento 24h, em apoio ao trabalho do Corpo de Bombeiros na localização de possíveis vítimas e no atendimento da população.

Já a Guarda Municipal realiza uma força tarefa com 33 agentes em apoio aos órgãos que permanecem em Muzema após o encerramento das buscas pelo Corpo de Bombeiros. As equipes prestam apoio aos moradores e ao trabalho realizado por técnicos da Geo-Rio e da Defesa Civil Municipal, além de demais órgãos da Prefeitura do Rio. Agentes também seguem na Estrada Engenheiro Souza Filho promovendo a fluidez e controlando o acesso para priorizar a circulação dos veículos de serviço.

Segundo a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde continuará dando apoio às 10 famílias vítimas do desabamento e que estão desabrigadas. Entre os serviços estão consultas com equipes multidisciplinares, entre elas clínica médica e saúde mental, com psicólogos e psiquiatras, além de acompanhamento pela Estratégia Saúde da Família.