Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

A última reunião de 2017 do 31º Conselho Comunitário de Segurança (CCS) lotou o auditório do Hotel Ramada do Recreio. Organizado Associação de Moradores do Recreio dos Bandeirantes (Amor), o evento teve a presença de mais de 150 pessoas.

O contingente animou o atual presidente do CCS, Ricardo Magalhães, que destacou a importância da segurança pública na ordem do dia a dia da população. “A segurança ainda se encontra numa situação gravíssima. Hoje, a gente observa um quadro muito perigoso, desagradável, com morte de policiais, o que pode gerar certa intranquilidade, pois escolhemos a hora para sair, cercamos nossas casas com câmeras de segurança, vigilância. Contudo, acho que estamos evoluindo num sentido, pois a sociedade está reclamando e está se fazendo presente, pois, numa reunião de conselho comunitário, ter pessoas em pé ou tendo que pegar cadeira para sentar, mostra que ela está presente”.  

Delegada titular da 42ª DP, Marcia Julião também destacou a preocupação das pessoas com o tema. “Segurança é uma vertente que preocupa bastante o bairro. Moro e penso no Recreio 24h por dia”.

Delegada assistente da 16ª DP, Isabela Comte representou o titular Marcus Neves e fez questão de ressaltar o papel do policial na esfera estadual. “Importante pensarmos que quando um policial é assassinado, o assassino vai de encontro com toda lógica e estrutura para que vivemos em sociedade”.

Novo comandante do 31º BPM, o Ten. Cel. Wagner Mello debutou na reunião comunitária, dissertando sobre alguns dados pouco divulgados pela grande mídia. “Em 2011, fiz um curso em Madrid, onde recebemos relatórios da Interpol em que o brasileiro é utilizado como mula para transporte de drogas, principalmente cocaína. Hoje, o Brasil é o segundo maior consumidor mundial da droga, perdendo apenas para os Estados Unidos”.

Além de Mello, o Ten. Cel Douglas Henaut, do 1º GBS, também participou do encontro como novo comandante da corporação. O mês de dezembro não terá reunião do 31º CCS. Sendo assim, a próxima será apenas depois das festas de Natal e Ano Novo, no dia 16 de janeiro, em local a ser definido pela presidência.