Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

por Guilherme Cosenza

O descaso com o BRT parece ser cada vez maior, nossa equipe flagrou uma situação que pode ser classificada como no mínimo um imenso descaso com os passageiros.

Por volta das 13:45 na estação Afrânio Costa, uma passageira tentava recarregar seu RioCard com um valor de R$50,00. Ela foi obrigada a ir até a única máquina de recarga na estação, uma vez que a única atendente de caixa existente no local estava na hora de almoço e não havia ninguém para a substituição.

Contudo, a máquina, para recarga rápida, demorou quase cinco minutos apenas para começar a operação. Logo após o pagamento efetuado, mais demora para a contabilização do crédito no RioCard, como resposta para a demora, apenas um: "é o sistema que está lerdo, tem que esperara mesmo", foi o que o segurança da estação falou. Durante todo o processo, dois ônibus passaram, ou seja, se a passageira tinha pressa, com certeza se atrasou para o seu compromisso.

Poucos instantes após a passageira conseguir fazer sua recarga. A bilheteria foi reaberta com a volta da funcionária do almoço. Contudo, o problema só se agravou. Afinal,ela começou seu expediente sem nenhum troco. Outra passageira tentou recarregar seu cartão colocando R$20,00 com uma nota de R$50,00. Porém a falta de troco fez com que ela desse R$5,00 para colocar apenas uma passagem. O troco de R$0,95 acabou não sendo entregue e a passageira amargou o prejuízo, caso contrário, perderia o seu compromisso.

BRT Barrashopping

O problema foi ainda maior em uma das estações mais movimentadas da nossa região. Ao chegarmos na estação paradora, às 14h, encontramos o mesmo panorama de bilheteria fechada. Contudo com um agravante: o sistema da máquina estava totalmente fora de ar, com uma fila a cada segundo crescendo mais e mais, sem ao menos ninguém conseguir fazer uma recarga se quer.

Últimas notícias