Principal preocupação é com a insegurança na Avenida Prefeito Dulcídio Cardoso

Por: Ive Ribeiro

Líderes da Sociedade Civil Mandala (SOCIMA), associação de moradores que cuida dos interesses externos dos condomínios do complexo, visitaram nesta sexta-feira (30) a central de monitoramento da Associação Comunitária Bairro Seguro (ACBS), que funciona desde 2016 com o intuito de melhorar e aprimorar a segurança da Barra e do Recreio, com equipamentos de monitoramento de associados, compartilhados com os principais órgãos de segurança da cidade.

Estiveram presentes Júlio Monteiro, Vice-Presidente da SOCIMA, e Marta Trumper, Diretora de Segurança da associação. Eles externaram as preocupações com o entorno dos condomínios, que tem acessos pela Avenida das Américas e pela Avenida Pref. Dulcídio Cardoso, e fica cerca de 400 metros do Terminal Alvorada, local que reúne um dos maiores fluxos de pessoas da cidade.

Júlio revelou o sinal de alerta ligado com os assaltos em torno do condomínio Mandala: “os acessos aos condomínios estão controlados, mas o que nos preocupa são as ocorrências no entorno, principalmente na Avenida Dulcídio Cardoso”. Ele também cobrou maior atuação do poder público na região: “deveríamos ter mais policiamento na região, principalmente na Avenida Pref. Dulcídio Cardoso, que vai da Avenida Ayrton Senna até a Avenida das Américas passando pelo Américas Park e o condomínio Novo Leblon”.

Já Marta garantiu que já há uma estrutura de segurança com monitoramento 24h no condomínio Mandala, mas que conta com a ajuda da ACBS e alertou sobre a importância da união entre as associações e o poder público de segurança: “não pode haver divisão. A sociedade civil tem que contribuir com a segurança. Todos temos que nos organizar para cuidar da nossa cidade e do nosso estado”.

Compartilhe