A Comlurb informa que as coletas de lixo domiciliar e seletiva serão alteradas, excepcionalmente, no Ano Novo para possibilitar que os garis tenham a oportunidade de comemorar junto com as suas famílias.

Coleta domiciliar

A coleta domiciliar noturna nas ruas da Zona Sul (excluindo Copacabana), Centro, Zona Portuária, Zona Norte e na Zona Oeste, será antecipada para as 15h no dia 31/12.

Em Copacabana, não haverá coleta noturna no dia 31/12. A coleta será realizada no dia 01/01 (sábado), a partir das 21hs, e a coleta do dia 01/01 será no dia 02/01 (domingo), a partir das 17h.

Coleta Seletiva  

Toda a coleta seletiva noturna no dia 31/12 (exceto Copacabana) será antecipada para o mesmo dia, a partir das 15h. Em Copacabana, a coleta seletiva noturna no dia 31/12 (sexta-feira) será realizada no dia 01/01 (sábado), a partir das 16h.

É importante que todos colaborem colocando o lixo e os materiais recicláveis para coleta próximo ao horário do caminhão da Comlurb passar, assim evita-se que os resíduos fiquem  na rua indevidamente, podendo resultar em multa ao infrator.

A Comlurb está realizando a distribuição porta a porta dos cartões informativos aos moradores sobre as alterações.

 

Equipes da Fundação Parques e Jardins (FPJ), órgão vinculado à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, realizaram nesta segunda-feira (27/12) nova vistoria técnica no Parque Guinle, em Laranjeiras, com o objetivo de produzir um levantamento preventivo em resposta ao flamboyant que caiu no local há cerca de duas semanas. A visita foi acompanhada por profissionais da Comlurb, por representantes da Gerência Executiva Local Botafogo e pela adotante do parque, Claudia Lustosa.

De acordo com os técnicos da FPJ, a vistoria serviu para estabelecer ações de poda e de remoção, necessárias à preparação do parque para o verão, época de muitas chuvas e de ventos fortes. Segundo os profissionais, um conjunto de flamboyants receberá poda de limpeza para a remoção de galhos secos e mortos, dependurados e/ou praguejados. Todas as podas deverão observar o equilíbrio das árvores, podendo ser substituídas por cortes pontuais em alguns galhos somente, para que esse equilíbrio seja mantido.

Em 10 de dezembro,  um dia após a queda de um flamboyant no parquinho infantil do Parque Guinle, a FPJ realizou uma vistoria geral nas árvores do local. De todas as espécies, algumas apresentaram risco de queda e terão de ser removidas. Entre elas, leucenas invasoras e mangueiras que foram acometidas pela doença conhecida como ‘seca da mangueira’. A FPJ solicitou apoio da Comlurb para as remoções.

O prefeito Eduardo Paes apresentou nesta terça-feira (28/12), no Palácio da Cidade, em Botafogo,  um balanço do primeiro ano da sua terceira gestão na Prefeitura do Rio. Ele destacou as principais ações realizadas nas áreas de Saúde, Educação, Cultura, Finanças, Transportes, entre outras. E fez ainda uma projeção para o futuro, ressaltando como grandes desafios a multiplicação de investimentos em conservação e infraestrutura da cidade, além da geração de empregos.

– Temos muito orgulho do que fizemos, mas sabemos que os desafios da cidade são muito grandes e que há ainda um longo caminho a percorrer. É óbvio que existe um desejo permanente de fazer mais. Mas, dentro das circunstâncias, fizemos esse ano aquilo que estava ao nosso alcance – disse o prefeito.

Ao falar sobre o futuro, Paes informou que a previsão de receitas e despesas para o ano que vem está na ordem de R$ 39,8 bilhões, valor 28% superior ao previsto em 2021, que foi de R$ 31 bilhões. O prefeito acredita que o novo orçamento vai possibilitar um aumento na capacidade de investimento em melhorias na prestação de serviços.

– Eu tenho muito otimismo em relação ao futuro. Estamos nos dedicando com um olhar muito especial para a geração de emprego e, consequentemente, de renda, para diminuir a desigualdade em nossa população.

Confira a seguir a íntegra do balanço do primeiro ano de governo.

Feliz Rio Novo_Um ano de Gestão Pública-compactado

Em virtude das festividades de Natal e do Réveillon, a CET-Rio montou esquema especial de trânsito no entorno da Rodoviária Novo Rio e em vias do bairro do Caju. As intervenções começam às 6h desta quarta-feira (22/12) e vão até as 23h59 do dia 3 de janeiro.

A partir das 6h serão implantados bolsões de estacionamento de ônibus na seguintes vias:

– Rua Almirante Mariath, no trecho entre a Avenida Brasil e a Rua Monsenhor Manuel Gomes;

– Rua Monsenhor Manuel Gomes, ao longo do bordo direito da via, no trecho entre a Rua Almirante Mariath e a Rua Conde de Leopoldina.

 

Será também efetuada, em regime de contingência, a interdição ao trânsito de veículos na Rua Comandante Garcia Pires, no trecho entre a Via Binário do Porto e a Avenida Francisco Bicalho, adjacente a rampa de acesso ao Viaduto do Gasômetro.

Por fim, a CET-Rio destaca que o acesso à plataforma interna do terminal de embarque da Rodoviária Novo Rio, localizada no cruzamento da Avenida Francisco Bicalho com a Avenida Rodrigues Alves, será permitido exclusivamente aos veículos para desembarque dos passageiros. Desta forma, veículos ocupados apenas com o condutor serão orientados a transitar pela plataforma externa. A medida visa preservar as condições de fluidez da via.

A Prefeitura do Rio inaugurou nesta terça-feira (28/12) a primeira Unidade de Desenvolvimento de Economia Solidária (UDES) do município. Administrado pela Secretaria Municipal de Trabalho e Renda (SMTE), o espaço será para capacitação, treinamento e aperfeiçoamento de empreendedores cadastrados no programa. O local também receberá reuniões do Conselho Municipal da Economia Solidária (Condensol) e dos Comitês Gestores.

A Unidade de Desenvolvimento de Economia Solidária funciona na Praça da República 139, no Centro do Rio.  Com a abertura, a SMTE espera dar maior visibilidade ao segmento, voltado ao desenvolvimento econômico consciente e sustentável. Criada na primeira gestão do prefeito Eduardo Paes, a Economia Solidária é uma política pública de geração de trabalho, distribuição de renda e inclusão social.  É um setor produtivo que se apresenta como forte alternativa econômica para a redução do desemprego neste período de pandemia.

 

A sede da Unidade de Desenvolvimento de Economia Solidária – Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

 

A Unidade de Desenvolvimento de Economia Solidária também abrigará as atividades de produção e comercialização do Circuito Rio Ecosol. Criado em 2014 para a venda de produtos artesanais nos espaços públicos e praças da cidade, hoje o Circuito de Feiras tem um calendário mensal e conta com cerca de 300 artesãos.  Nesses espaços podem ser encontrados trabalhos manuais e arte popular, todos produzidos por artesãos da economia solidária.

– A inauguração deste espaço reforça o compromisso da atual gestão municipal na promoção de políticas públicas com foco na geração de trabalho, renda e desenvolvimento sustentável. É meta da secretaria de Trabalho e Renda incentivar o consumo dos produtos e serviços vindos diretos dos artesãos e empreendedores, fortalecendo assim a produção da economia solidária – destacou o secretário de Trabalho e Renda, Sérgio Felippe.

No clima das festas de fim de ano, a Banda Sinfônica de Música da Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio), em parceria com o MetrôRio, realizou um concerto de Natal, na manhã desta terça-feira (21/12), na estação Carioca, no Centro da cidade. Quem passou pelo local pode apreciar um repertório que incluiu músicas como: “Então é Natal”, de Simone; “Jingle Bell Rock”, de Bobby Helms; “Heal the World”, de Michael Jackson; “What a Wonderful World”, de Louis Armstrong; “Adeste Fideles”, de Nat King Cole; entre outras.

Além do presente musical, o evento contou com a presença do Papai Noel do metrô, que fez a distribuição de presentes para um grupo de crianças do Instituto Faixa Preta de Jesus, convidadas para acompanhar a apresentação, em parceria com a ONG RioSolidario.

Patrimônio Cultural Imaterial carioca desde abril deste ano, a banda da Guarda Municipal foi criada em dezembro de 1993 com músicos da antiga Banda Civil da Cidade do Rio de Janeiro. Regido há quatro anos pelo maestro e guarda municipal Ricardo Severino, o grupo conta hoje com cerca de 40 integrantes.