Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

Considerada a madrinha do samba, a cantora Beth Carvalho faleceu aos 72 anos nesta terça-feira (30). Ela estava internada no hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Zona Sul do Rio, desde o início do ano de 2019. A causa da morte não foi divulgada.

Beth Carvalho abrilhantou palcos durante 50 anos, em uma carreira com dezenas de discos gravados e interpretações que fazem parte do samba e da música nacional, como: "1.800 Colinas”, “Saco de Feijão”, “Olho por Olho”, “Coisinha do Pai”, “Firme e Forte” e “Vou Festejar”

Elizabeth Santos Leal de Carvalho nasceu no Rio, em 5 de maio de 1946. Seu contato com a música foi incentivado pela família, ainda na infância. Aos 8 anos, a dança e o violão também começaram a fazer parte da lista de talentos da artista.

A cantora acumula homenagens de escolas de samba, times de futebol e é celebrada pelos principais sambistas do país. Hoje, o samba chora uma voz que se cala.