Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

A prefeitura da cidade, após os problemas com a estação do BRT, Jardim Oceânico, na última sexta feira, veio a público explicar os motivos pelos quais os modais que seguiram para o Rock in Rio estavam mais rápidos do que os demais ônibus que realizavam os trajetos convencionais.

O fato ganhou repercussão quando um grupo de passageiros, que estavam a mais de uma hora esperando a chega do ônibus para ir para casa, se revoltaram e desceram para pista a fim de impedir que os veículos que faziam o trajeto até o Parque Olímpico conseguisse sair. Segundo os passageiros, a falta de regularidade nos modais que não iam para o evento, estava muito grande, em alguns casos, o atraso passava de uma hora e meia.

O Secretário Municipal de Eventos, Felipe Michel explicou que segundo o consórcio, o tempo de espera dos BRTs que iam para o Rock in Rio era de um minuto e a população queria o mesmo tempo para os demais veículos: “Do Jardim Oceânico para o Parque Olímpico são 20 minutos. O Transoeste é uma hora. A população não tem como ter o mesmo transporte", alegou.