Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

Paulo Maurício Barros Pereira, suspeito de executar, no último dia 15, a corretora Karina Garofalo, de 44 anos, se entregou à polícia na noite desta terça-feira (21/08). Ele estava escondido em Volta Redonda, no Sul Fluminense, e foi conduzido à Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca.

O acusado é primo do ex-marido de Karina, Paulo Barros Pereira Júnior, que atualmente é considerado foragido. A dupla teve a prisão temporária decretada no dia seguinte ao crime.

Karina Garofalo foi executada na porta de um condomínio na Barra. Ela estava caminhando com o filho, de 13 anos quando foi surpreendida por um atirador, que seria Paulo Maurício. Ele teria saído de um carro e disparado várias vezes. Um silenciador na arma serviu para abafar o barulho dos tiros.

O Disque Denúncia oferece uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levem a captura do ex-marido de Karina.