Fone: (21) 2042-2955 -  redacao@jornaldabarra.com.br

Pin It

 A reunião mensal do 31º Conselho Comunitário de Segurança, realizada no último dia 14 (terça-feira), no auditório do Marina Barra Clube, foi a primeira efetivamente comandada pela nova gestão. A presidente Simone  Kopezynski ressaltou os cuidados com as informações que circulam nas redes sociais: “vivemos na era da globalização, onde as notícias disparam com um simples toque, via wi-fi. O conceito de cibercrime é amplo no Brasil; injúria, calúnia ou outros. Por isso, é necessário fazer o registro na delegacia para conter os casos”.

 A delegada Adriana Belém falou logo em seguida e comentou sobre as obras na 16ª DP: “a delegacia está ficando impecável e em breve teremos um coquetel de reinauguração”, disse Adriana, que também fez uma pequena análise sobre os casos nos quais esteve à frente nas últimas semanas, e que tiveram grande repercussão a níveis nacionais e internacionais: “tive que interromper minhas férias para resolver alguns crimes que envolveram a segurança pública. Muitas coisas deixam de ocorrer por falta de ação da PM, mas estamos lutando, mesmo com a falta de recursos”.

 Na sequência, o comandante do 31º BPM, Tenente-Coronel Wagner Mello, fez uma apresentação dos números atingidos pelo batalhão no mês de julho: “fiquei com muita felicidade ao bater recordes. Tivemos uma queda de 27% nos roubos de carros, de 26% nos de rua e de 66% em letalidades. Números esses que não eram tão bons desde novembro de 2014”.

 Os Superintendentes da Barra, Flávio Caland, e do Recreio, Edilson Correia fizeram uma análise das operações contra a desordem urbana na região, que recolherem muitos carros abandonados nas ruas, coibiram ações de vendedores de quentinhas e estacionamentos irregulares. Para tentar melhorar ainda mais o andamento urbanístico da Barra, Caland fez uma promessa: “até o fim do ano espero conseguir uma autorização junto ao prefeito para trazer o projeto ‘Rio + Seguro’ para a região”.

 Após a fala, presidentes de associações de moradores ficaram atônicos com a ideia. Alguns deles pediram voz, relembrando um antigo projeto para aprimorar a segurança no bairro, chamado de “Barra Segura”, que na época em que foi lançado tinha a chancela do vereador Carlo Caiado (DEM). A próxima reunião do 31º CCS acontecerá, a princípio, no dia 18 de setembro, em local a ser definido pela presidência.