Principal avenida da Barra da Tijuca, a Avenida das Américas é a região que mais sofre com acidentes no bairro. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 357 acidentes foram registrados do mês de julho até outubro, o que representa um aumento de 36% em relação ao mesmo período de 2017. Somente em outubro, foram 115 batidas, 82% a mais do que o mesmo mês do ano passado.

Por conta da retirada de 199 radares, os “rachas” e as ultrapassagens de sinal têm sido frequentes. As fiscalizações estão suspensas desde julho, por causa do término de contrato entre a Prefeitura e a empresa que controlava os equipamentos. A consequência disso foi o aumento no número de batidas, atropelamentos e capotagens.

De acordo com a CET-Rio, uma nova empresa ganhou a licitação convocada pela Prefeitura e o contrato já foi assinado. Os novos radares voltam a funcionar a partir do dia 15 de dezembro.

Sobre os “pegas” realizados na Avenida, a Polícia Militar informou que faz ações para coibir esse tipo infração, e que recentemente vários carros foram multados. Além disso, o setor de inteligência está monitorando as redes sociais com o objetivo de buscar informações sobre essas corridas.