0
0
0
s2smodern

O salão Bandeirantes do hotel Windsor Barra recebeu na manhã desta terça-feira, dia 5, a imprensa carioca para a apresentação da festa de Réveillon que a Associação Brasileira de Indústrias e Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) está organizando na Barra da Tijuca. Na mesa principal, estavam presentes Paulo Michel, vice-presidente da ABIH-RJ); Claudio Magnavita, diretor da ABIH-RJ; Mariana Pedrosa, do Grand Hyatt; Alexandre Esmeraldo, da Rede Windsor; Leonardo Braga, do Hilton Barra; Andrea Tacoshi, do Grand Mercure Riocentro; e Clement Izard, do Gran Nobile.

Paulo Michel abriu os trabalhos ressaltando que há mais de 10 anos a Barra promove as festividades de fim de ano e que ela se prepara para realizar um Réveillon digno do progresso da região. “Estamos preparados para fazer o maior Réveillon da história. A comunidade está se envolvendo, com queimas de fogos em hotéis, condomínios e shoppings. De São Conrado ao Recreio, teremos 15 minutos de fogos simultâneos. A Barra vem ganhando visibilidade, pois foi sede das Olimpíadas e do Rock in Rio. E o parque hoteleiro vem acompanhando, sendo um dos mais modernos. Além disso, a infraestrutura da região também evoluiu. Comparar a Barra de 11 anos atrás para a de agora, é para bater palmas pela evolução”.

Claudio Magnavita fez questão de dizer que a festa na Barra aumentou, principalmente com ajuda da ABIH-RJ. “A hotelaria, que foi responsável por 10 anos pelo Réveillon de Copacabana, agora passa para a Barra. Em comparação com ano passado, teremos um aumento de 20% das queimas de fogos e o dobro de festas. Este ano, 60% dos quartos estão ocupados, comprovando o crescimento, já que em 2015 era de 33% e em 2016 48%. A Barra tem uma confraternização fantástica, com uma festa familiar e a junção dos espaços indoor dos hotéis com a praia. Essa é a característica da Barra e por isso ela tem uma festa diferenciada”.

A festa no Grand Hyatt acontecerá no Grand Ballroom das 23h às 5h, com café da manha sendo servido das 4h às 5h. O buffet será dos restaurantes do hotel (Tano e Shiso), com open bar das 20:30h às 0h. Mais informações no site do evento.

Já a Rede Windsor, que há 11 anos promove a festa na Barra, terá como tema “Ano Novo Iluminado”. No Windsor Barra, o pacote por pessoa sai a 890 reais até o dia 15 e 950 a partir do dia 16. Informações no telefone (21) 2195-5000 e no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. E no Marapendi,ele está a 590 reais. Os valores não incluem taxas e podem ser parcelados em até 3x sem juros no cartão de crédito. Informações no telefone (21) 2195-9900 e no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Grand Mercure Riocentro oferece por 590 reais uma ceia completa do restaurante Í Bistrô, além dos sons do DJ Marcinho, da Rádio SulAmérica Paradiso FM. Moradores da Barra da Tijuca têm 20% e clientes Le Club 10%. Informações no telefone (21) 2153-1800 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Gran Nobile, que está na Barra desde o dia 29 de setembro, prepara uma festa no restaurante Terral, com open bar, das 22h às 4h. A música fica por conta da banda Shine Star. A festa está na casa dos 1000 reais, mas hóspedes recebem descontos especiais. Informações e detalhes no telefone (21) 31-39-8000.

O Hilton Barra, localizado próximo do Parque Olímpico, dará várias opções de pacotes para o Réveillon, que vão da participação apenas na festa ou na junção da celebração com hospedagem. Informações no site do hotel, no telefone (21) 3348-1000 ou no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

JPG Genérico 728x90

Comunidade

Barralerta tem novo presidente

por Guilherme Cosenza


O Barralerta é uma das mais importantes associações da Barra. Hoje, ela passa por uma renovação. Após o falecimento do então presidente Kléber Machado, o seu vice, Mauro Guimarães é quem assume as rédeas e o posto à frente da associação. Morador do Condomínio Mandala, Mauro é Comandante de Mar e Guerra da Marinha (Reserva) e há mais de 20 anos, faz parte dos membros e trabalhos do Barralerta.

“Seria um tolo em achar que substituiria o Kleber, como ele, existem poucos. Esse é um desafio grande, mas eu tenho todos requisitos para dar continuidade ao trabalho. Sempre trabalhei lado a lado com o Kleber e sempre fomos muito ligados, tanto nas ações como em pensamentos, por isso, o trabalho e as diretrizes do Barralerta, continuaram do mesmo jeito”, explica Mauro. O novo presidente demonstra conhecer a importância da associação ao afirmar que muitos trabalhos do bairro dependem da participação efetiva do Barralerta para poder acontecer: “a credibilidade que foi criada com o trabalho do Kleber em parcerias com as demais associações e órgãos públicos, fez com que hoje muitas das ações em prol do nosso bairro precise do apoio do Barralerta, essa credibilidade acabou centralizando as coisas aqui, por conta disso, não podemos parar. Por conta disso, eu repito o que venho dizendo: ‘faremos o máximo para o Barralerta nunca parar’”.

Mauro também comenta que não foi uma figura muito vista nos eventos e reuniões do bairro nos últimos anos por acreditar e querer que o Barralerta fosse de fato vinculada à imagem do presidente Kleber: “eu sempre achei que era importante que ele como o presidente, tivesse sua imagem mais vinculada, porém isso não atrapalhou em nada para que eu ficasse por dentro de tudo o que acontecia. Eu e ele nos encontrávamos pelo menos quatro vezes por semana para discutir e conversar sobre as coisas da associação e do bairro, com isso, sempre estive por dentro de tudo que acontecia”. Por conta disso, segundo o presidente, o trabalho de continuidade do Barralerta promete ser mantido: “não vou substituir o Kleber e sim exercer a presidência do Barralerta. Vamos adiante, pode estar certo disso, e seguiremos o mesmo rumo que o Kleber seguia, pois era o rumo mais correto possível, continuaremos a fazer o trabalho em prol da Barra e de seus moradores”.