JORNAL DA BARRA - (21) 3828-0281

0
0
0
s2smodern

O Rio de Janeiro volta a se surpreender com um novo surto de febre amarela. Nesta sábado, mais duas mortes foram confirmadas. Uma de um jovem de 23 anos, morador de Rio das Flores, e outra de um homem de 55 anos, habitante de Valença. Elas se juntam ao falecimento de um senhor de 65 anos na última sexta-feira, dia 12, residente de Teresópolis.

Durante a semana, dois macacos foram encontrados mortos, contaminados pela doença. Um na última segunda-feira, dia 8, em Miguel Pereira, encaminhado para Instituto Municipal de Medicina Jorge Vaitsman, e outro na última quinta-feira, dia 11, em Três Rios, levado por técnicos da Secretaria de Saúde para a Fundação Oswaldo Cruz.

A febre amarela é transmitida para os seres humanos pelo mosquito Aedes aegypt, o mesmo que transmite a dengue, zika e chikungunya. O Ministério da Saúde já disponibilizou vacinas fracionadas para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A meta é vacinar 95% de 19,7 milhões de pessoas, com o objetivo de evitar a circulação e expansão do vírus. A dose padrão da vacina continuará sendo administrada em alguns grupos, conforme a tabela ao lado.