0
0
0
s2smodern

Guilherme Cosenza

Considerado o político mais novo a assumir um mandato no estado, na época com apenas 23 anos, o vereador Carlo Caiado, hoje com 35 anos, é um dos políticos mais atuantes da região. Trabalhando em seu quarto mandato, o vereador é uma figura conhecida nas brigas travadas da população pelas melhorias da Barra da Tijuca e adjacências, a última delas foi sua luta contra o aumento do IPTU onde votou negativamente nas duas votações realizada na Câmara dos Deputados.

Contudo, o envolvimento de Caiado com a Barra aconteceu muito antes de seus mandatos, em precisamente 2000 o então assessor de Eider Dantas, foi convidado pelo governador Cesar Maia e o prefeito Eduardo Paes para entrar na equipe da Subprefeitura da Barra onde ficou por um tempo até virar administrador do Recreio em 2002: “acredito que meu trabalho dentro da Subprefeitura onde sempre fizemos um trabalho de gestão é o que me ajudou muito a ter esse vínculo com a Barra. Sempre tratamos os moradores como nossos clientes, fazendo uma gestão bem feita e participativa e isso, eu acho, que foi o diferencial para que a população pudesse acreditar em mim”. Ao longo dos anos, Caiado também criou uma estreita parceria com o Jornal da Barra: “o jornal está sempre aberto ao diálogo, abrindo espaço, de forma democrática, para que a população tome conhecimento do que ocorre também no parlamento municipal, afinal, muito do que é discutido lá, afeta diretamente no cotidiano das pessoas”.

O autor da ‘Lei das Varandas’, que evitou que o valor do IPTU subisse para quem fechasse suas áreas externas, também comentou a importância do envolvimento da imprensa no dia a dia da população: “a imprensa em geral, tem um papel importante na sociedade. Com o compromisso de informar, levam até a população um vasto conhecimento do que acontece na região. Essa concentração de notícias é fundamental para ampliar nosso leque de informações”. Porém Caiado foi ainda mais longe e falou sobre a importância da existência do Jornal da Barra: “ele é uma referência para a região, sempre trazendo excelentes reportagens de interesse geral. Possui grande legitimidade que norteiam as decisões a serem tomadas pelo poder público, já que transmite o reflexo da população local. O jornal tem, sem dúvida, um grande papel de fiscalização para a sociedade como um todo”.

Para finalizar a entrevista, Caiado mostrou ser um grande incentivador da nova etapa do Jornal da Barra: “a qualidade das reportagens que o Jornal da Barra sempre nos brinda é um grande diferencial. Eu, como leitor assíduo do jornal, acho maravilhoso o veículo passar a ser semanal. Seremos beneficiados com mais informações e em um curto espaço de tempo”.

JPG Genérico 728x90

Comunidade

Barralerta tem novo presidente

por Guilherme Cosenza


O Barralerta é uma das mais importantes associações da Barra. Hoje, ela passa por uma renovação. Após o falecimento do então presidente Kléber Machado, o seu vice, Mauro Guimarães é quem assume as rédeas e o posto à frente da associação. Morador do Condomínio Mandala, Mauro é Comandante de Mar e Guerra da Marinha (Reserva) e há mais de 20 anos, faz parte dos membros e trabalhos do Barralerta.

“Seria um tolo em achar que substituiria o Kleber, como ele, existem poucos. Esse é um desafio grande, mas eu tenho todos requisitos para dar continuidade ao trabalho. Sempre trabalhei lado a lado com o Kleber e sempre fomos muito ligados, tanto nas ações como em pensamentos, por isso, o trabalho e as diretrizes do Barralerta, continuaram do mesmo jeito”, explica Mauro. O novo presidente demonstra conhecer a importância da associação ao afirmar que muitos trabalhos do bairro dependem da participação efetiva do Barralerta para poder acontecer: “a credibilidade que foi criada com o trabalho do Kleber em parcerias com as demais associações e órgãos públicos, fez com que hoje muitas das ações em prol do nosso bairro precise do apoio do Barralerta, essa credibilidade acabou centralizando as coisas aqui, por conta disso, não podemos parar. Por conta disso, eu repito o que venho dizendo: ‘faremos o máximo para o Barralerta nunca parar’”.

Mauro também comenta que não foi uma figura muito vista nos eventos e reuniões do bairro nos últimos anos por acreditar e querer que o Barralerta fosse de fato vinculada à imagem do presidente Kleber: “eu sempre achei que era importante que ele como o presidente, tivesse sua imagem mais vinculada, porém isso não atrapalhou em nada para que eu ficasse por dentro de tudo o que acontecia. Eu e ele nos encontrávamos pelo menos quatro vezes por semana para discutir e conversar sobre as coisas da associação e do bairro, com isso, sempre estive por dentro de tudo que acontecia”. Por conta disso, segundo o presidente, o trabalho de continuidade do Barralerta promete ser mantido: “não vou substituir o Kleber e sim exercer a presidência do Barralerta. Vamos adiante, pode estar certo disso, e seguiremos o mesmo rumo que o Kleber seguia, pois era o rumo mais correto possível, continuaremos a fazer o trabalho em prol da Barra e de seus moradores”.