O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) saiu de casa na Barra da Tijuca na manhã desta terça-feira (30/10) para participar de uma reunião com aliados. O encontro foi pautado em discutir possíveis nomes para integrar o ministério de seu governo.

A reunião acontece na casa do empresário Paulo Marinho, aliado e primeiro suplente de Flávio Bolsonaro (PSL), eleito senador pelo Rio.

Além de Marinho, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), cotado para assumir a Casa Civil, e Paulo Guedes, anunciado como Ministro da área econômica, também participaram da reunião.

Gustavo Bebianno, vice-presidente do PSL, falou com a imprensa na saída da casa de Bolsonaro e disse que a quantidade de ministérios deve ficar em torno de 15. Ele disse que a equipe já tem alguns nomes, mas que serão divulgados em breve.

Desde domingo, quando aconteceu uma superfesta na frente do condomínio de Bolsonaro, obrigando a CET-Rio a interditar trechos da Avenida Lucio Costa, que eleitores estão dia e noite na entrada principal do residencial esperando o presidente eleito sair de sua residência. Além disso, apoiadores, quando passam de carro pelo local, buzinam e gritam “Bolsonaro” e “Mito”.