Redação

A Prefeitura atua, desde a madrugada desta quinta-feira (03/06), para reduzir os impactos causados pelo desabamento de um imóvel na comunidade de Rio das Pedras, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O Centro de Operações da Prefeitura (COR) imediatamente acionou equipes de vários órgãos e secretarias para o local e toda a área foi isolada.

O prefeito Eduardo Paes, que foi bem cedo para o local de desabamento, disse que a Defesa Civil Municipal vai esperar os bombeiros acabarem o trabalho de resgate para fazer uma análise mais profunda da situação dos imóveis vizinhos. Ele garantiu ainda que todas as vítimas terão suporte da Prefeitura.

– Parece que alguns prédios do entorno, que estão sendo analisados, provavelmente vão ser condenados. A primeira coisa que a gente busca é tratar das famílias que sofreram mais e que têm vítimas. Aqueles que tiverem casas de parente poderão ir para lá e aqueles que não tiverem a Prefeitura vai ajudar a abrigar – disse o prefeito.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que quatro vítimas do desabamento deram entrada em hospitais da rede municipal. No Hospital Municipal Lourenço Jorge, foram atendidas três delas, sendo que duas já tiveram alta. Uma mulher de 28 anos segue internada e seu quadro de saúde é estável. Já uma outra mulher retirada dos escombros, de 26 anos,  foi levada para o Hospital Municipal Miguel Couto e apresenta estado de saúde grave, com quadro instável.

Atuam no local agentes do COR, Corpo de Bombeiros, Comlurb, Polícia Militar, Light, CET-Rio, Defesa Civil e Guarda Municipal. Foram acionadas ainda equipes das secretarias municipais de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva), de Ordem Pública, de Infraestrutura e de Assistência Social, além  da Subprefeitura de Jacarepaguá, .

Técnicos da Defesa Civil Municipal avaliam os danos que foram causados em outras quatro edificações (uma à direita e três à frente) e se haverá necessidade de outras interdições. A Secretaria Municipal de Assistência Social montou um ponto de acolhimento para  atendimento das famílias.

Redação

A Prefeitura do Rio lançou nesta quarta-feira (02/06) o programa BRT Seguro, que será responsável por reforçar o patrulhamento nas estações deste meio de transporte com a presença de guardas municipais e policiais militares. A primeira fase do projeto prevê um total de 28 estações patrulhadas, além da implementação de rondas móveis pelas calhas do sistema viário com os objetivos principais de oferecer segurança aos usuários, combater a evasão de passagens (calotes), atos de vandalismo, além de promover o ordenamento.

– O BRT é muito simbólico. Bem operado, é um sistema que funciona muito bem. O esforço que a gente faz, que não tem mágica, é para devolver o BRT à população, para que tenha qualidade de vida – declarou o prefeito Eduardo Paes, anunciando que as obras do corredor Transbrasil serão retomadas em agosto, com estimativa de conclusão até o fim do ano que vem.

Com o lançamento do projeto, 12 estações já receberam o patrulhamento. A previsão é a de que, em até 15 dias, outras 16 já estejam contempladas. Cada estação será patrulhada das 7h às 19h por três policiais militares e, no intervalo entre 19h e 7h, a segurança será feita por rondas móveis que percorrerão as calhas do BRT.

Coordenado pela Secretaria de Ordem Pública (SEOP), o programa contará com 96 policiais militares por dia, que atuarão nas folgas por meio de inscrição no Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS), além de 30 guardas municipais, que estarão presentes nos três corredores do sistema: Transcarioca, Transoeste e Transolímpica.

Vale ressaltar que todos os profissionais integrantes do projeto passaram por um curso de qualificação para atuar no BRT Seguro. E o efetivo de policiais poderá ser readequado de acordo com a demanda das estações.

– O programa BRT Seguro é muito importante para que o cidadão utilize o BRT com tranquilidade e tenha segurança nas estações. A prefeitura tem compromisso com a segurança do cidadão. É o nascimento de um projeto fruto de muito trabalho e inteligência – afirmou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

Ontem (terça-feira – 01/06), durante ação de reconhecimento da área, uma equipe do BRT Seguro deteve quatro pessoas acusadas de furto e receptação de corrimão em estação de Santa Cruz.

Ao lado de vários vereadores, o presidente da Câmara Municipal do Rio, Carlo Caiado, afirmou que o programa “não é somente de segurança pública, trata-se também de inclusão social”.

– É um momento marcante para a nossa cidade. Que as pessoas possam entrar no BRT com muita tranquilidade. Quem comete atos de vandalismo vai saber que a prefeitura está presente – frisou Carlo Caiado.

Melhorias após a intervenção no BRT

Após dois meses de intervenção promovida pela Prefeitura no sistema BRT, várias melhorias já foram executadas em prol do usuário. Além do aumento de oferta da frota de articulados, três linhas eventuais de apoio (batizadas de ‘Diretão’) foram criadas, e intensificaram a organização de filas nas estações e terminais.

O aumento da frota de ônibus em circulação também foi um dos objetivos atingidos para melhorar o serviço ao usuário. Dos 297 articulados encontrados, apenas 120 estavam circulando no primeiro dia de intervenção, muitos deles em estado extremamente precário.

Atualmente, são cerca de 170 articulados em operação. E a meta é a de atingir 241 veículos até setembro. E ainda estão previstas a reforma e reabertura das 46 estações que se encontram fechadas.

No fim do mês de maio, para dar transparência a todo o processo, a Prefeitura disponibilizou na internet informações detalhadas sobre a intervenção no sistema BRT. Todo o conteúdo pode ser acessado na seção “Transparência da Mobilidade”, no site da Secretaria Municipal de Transportes, ou pelo link www.rio.rj.gov.br/web/smtr/intervencaobrt

– O reforço da segurança no BRT é fundamental para o bom funcionamento do sistema e melhoria da qualidade dos serviços, trazendo mais organização e conforto para os usuários. E é mais uma ação da Prefeitura para promover a melhoria do sistema neste processo de intervenção – ressaltou a secretária municipal de Transportes, Maína Celidonio.

O trabalho de intervenção está sendo liderado por Claudia Secin, presidente do BRT Rio. Ela ressaltou a importância do programa BRT Seguro para combater o vandalismo e a evasão, que prejudicam o sistema.

– Fico mais motivada porque, por meio dessa ação, a gente vai devolvendo um transporte digno aos usuários e que o BRT possa ser usado com mais respeito, dignidade e, sobretudo, cidadania.

Redação

Alunos  da  rede  municipal de ensino participam, nesta quarta-feira (02/06), da primeira ação do Projeto Plantando o Futuro, com o cultivo de mudas na orla do Recreio dos Bandeirantes. A atividade faz parte da programação da Prefeitura  para  comemorar  a Semana do Meio Ambiente.

Promovida  pela Secretaria de Meio Ambiente e pela Subprefeitura  da  Barra,  Recreio  e  Vargens, com apoio da VII Coordenadoria  Regional  de  Educação (CRE) da Secretaria de Educação, a ação terá início no Parque Natural Municipal do Marapendi, com palestras e oficinas. Em seguida, estudantes  da  Escola  Municipal Golda Meir, da Barra da Tijuca, vão plantar na orla da Praia do Recreio mudas produzidas no Parque Natural  Municipal  de  Grumari,  que mantém  um  trabalho  de  cultivo de árvores nativas e um horto de espécies ameaçadas de restinga.

A atividade tem, ainda, o apoio da  sociedade  civil  para  o  transporte de alunos e educadores. O projeto pretende atingir todas as escolas municipais da região da  Barra,  do  Recreio  e  das Vargens,  provocando  reflexões a respeito do ambiente natural e construído, estimulando  o  cuidado  e  o  sentimento de pertencimento e a corresponsabilidade  na  manutenção  e  preservação  das áreas verdes da cidade.